• Tipo:
  • Gênero:
  • Duração:
  • Classificação média:

Mental

Prática Humi – Independentemente de ceticismo e de crença, exercícios diários

A Prática Humi se destina à
reforma íntima; mudanças no padrão da conduta negativa; transformação interior, autoeducação. Seu objetivo é clarificar, desenvolver e despertar a consciência. Enfim, aprender a viver cada vez melhor.

Imunização: Ler, partilhar e praticar

Existe uma coluna dorsal que ancora todos os exercícios da Prática Humi, objetivando a imunização, que é o estado físico, mental, emocional e espiritual imune às instabilidades naturais decorrentes da rotina.

Dos Mestres da Humanidade

A imaginação, o pensamento, a intuição, as forças da natureza e, enfim, a energia de cada ser vivo é uma força oculta. Sob o véu do corpo material está o verdadeiro ser humano, sua essência ou poder interior, o resplendor da força primordial que o constituiu.

1. Aceitação

Na Antiguidade dizia-se que a parte racional do ser humano se ancorava na epífise, palavra grega que significa natureza superior. Trata-se da glândula pineal, situada na parte posterior do cérebro. Foi considerada pelos antigos sábios da Grécia, a sede da alma racional.

2. Gratidão

Que venham à mente os momentos mais felizes ou positivos. Boa parte das pessoas tem dificuldade em relatar memórias alegres. Por outro lado, com maior facilidade se lembram dos revezes, das dificuldades e quase nunca se esquecem das dores. Prevalece a programação negativa.

3. Atenção

Este exercício ativa e desenvolve o Observador Interno, definido como atenção essencial e plena, o principal atributo da consciência. Representa a atenção do Eu profundo e verdadeiro.

4. Transformação – A Mansão Interior

Os três primeiros passos do Praticante foram Aceitação, Gratidão e Atenção, iniciando o aprimoramento do estado atento, essencial e funcional, através da retrospectiva do seu dia. Uma vez que se considere apto ao quarto passo, eis o exercício da mansão interior, cenário do seu poder de transformação.

5. Transmutação – A Pira de Ouro e as Três Chamas

Na convenção dos Mestres, transmutar difere de transformar. A transformação diz respeito à dimensão física e a transmutação diz respeito à dimensão cósmica ou espiritual. O que se transforma pode voltar ao estado anterior. O que se transmuta se pereniza ou se eterniza.

6. EU REAL

O Praticante treinará a sintonia com o EU REAL, através da mensagem do “EU SOU”, conforme se descreve a seguir. Inicialmente, verificará sua aceitação, impessoalidade ou rejeição diante das linhas escritas.

8. Respeito

O exercício do respeito começa ao encarar as ninharias rotineiras como pequenas lições, em que se deve tirar notas altas. O Praticante usará as amolações para realizar e avaliar o próprio treinamento.

Role para cima