• Tipo:
  • Gênero:
  • Duração:
  • Classificação média:

A Moringa Mágica

  • Faça a primeira colaboração
  • 2015
  • TV-HUMI
Play
Compartilhar

A GÊNESE DAS MORINGAS

Primeiro, as letrinhas foram descendo do céu e caíram sobre todas as coisas.
Segundo, havia dentre tantas cabaças e moringas de barro, esta que vos fala.
Terceiro, quando as bocas das moringas e das cabaças foram sorvendo as letrinhas, todas ganharam duas letras mágicas, por isso se tornaram falantes.
Eis tudo o que se sabe. E aqui estão algumas loucuras desta Moringa, quando ela juntou muitas letrinhas.

A MORINGA E SEU ATURDIMENTO

Não vim da Terra, vim do Céu.
Desci em pedacinhos, uma letra por vez.
Entrei na cabaça, meia de água, muitas letras.
Duas moveram a água e fizeram um som: e – u.
Exigindo depois: eu quero o sentido das coisas.
Sempre exigindo.

Aturdida moringa, olhei, aturdida.
Corri a juntar letrinhas.
Duas letras queriam o sentido das coisas.
Que faço com estas duas letras? E – u.

Passado o tempo aprendi mais sobre letrinhas.
Podia juntá-las e formar frases.
Com frases podia falar, cantar e ser poeta.
E viram o quanto grandemente a magia funcionava.
Jamais entendi aquelas duas letras.
Eram as únicas na minha moringuinha,
me pedindo uma razão, um sentido,
Um motivo para todas as coisas.
As únicas me pedindo uma finalidade para todas as coisas.
As únicas me dizendo: eu não sei, eu quero saber.

De todas as letras aqui dentro da minha moringa,
Apenas duas perturbam a paz.
Por isso, fui atrás de outras Moringas.
Digam-me as mais sábias Moringas:
O que fez cada uma com essas duas incômodas letrinhas.

Colaboração

Não há comentários de A Moringa Mágica
Faça a primeira colaboração

Comentários para A Moringa Mágica

No momento não existem comentários para A Moringa Mágica
Role para cima